Precisamos nos reinventar a cada dia


Não há como negar que o país está passando por uma forte recessão econômica. Os indicadores de baixo crescimento estão em todos os setores, a renda tem diminuído e o índice de desemprego vem aumentando. E é nessa hora que, numa observação mais aguçada, conseguimos separar os empresários em dois grupos: os que se entregam ao pessimismo e os que mantêm o pé firme no chão avaliam o cenário e seguem em frente com otimismo e entusiasmo.

Em toda parte existe um grupo de empresários que arregaçou as mangas, resolveu agir e está com boas expectativas para seus negócios. Preocupados com uma gestão eficiente, eles estão fazendo ajuste no estoque, revendo os gastos e eliminando os excessos. E com planejamento, esperam crescer em 2016.

É preciso sair da zona de conforto e usar a criatividade para diversificar os produtos, serviços e fornecedores. Um bom exemplo vem dos empresários do segmento de papelarias, integrantes da Câmara Setorial de Papelarias da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH). Eles se uniram em sociedade e constituíram uma empresa que tem como finalidade exclusiva a compra em grande escala no atacado, em fornecedores e fabricantes. Dessa forma, eles conseguem um poder de negociação muito melhor. Com isso, as papelarias reduziram custos e mantiveram a qualidade dos produtos. E estão sobressaindo diante da concorrência. O segredo é não cruzar os braços e abusar da criatividade para superar a crise.

Precisamos nos reinventar a cada dia, sobretudo nestes tempos de economia adversa onde nossa atenção deve ser redobrada. Tudo muda, tudo avança, exigindo dos comerciantes uma crescente capacidade de adaptação e de absorção das novidades que podem ser aplicadas ao negócio.

Em síntese, precisamos ter em mente que, aconteça o que acontecer, da crise que nos aflige à rapidez das mudanças, devemos ser capazes de nos adaptar aos novos tempos e às novas exigências do mercado. Sem nos deixar contaminar pela histeria coletiva do pessimismo. A cada novo dia podemos decidir o que fazer com nossas 24 horas. Podemos cruzar os braços e deixar a vida nos levar, ou podemos arregaçar as mangas e fazer a diferença. Eu fico com a segunda opção. E acredito que você também, não é mesmo?

Notícias Recentes

Varejo Inteligente
21/09/2018 -
Leia as principais notícias desta sexta-feira, 21 de setembro.
O número de belo-horizontinos com dívidas atrasadas aumentou 0,66%
20/09/2018 -
Leia as principais notícias desta quinta-feira, 20 de setembro.
Inscrições prorrogadas para a 7ª edição do Prêmio CDL-BH de Jornalismo
19/09/2018 -
Leia as principais notícias desta quarta-feira, 19 de setembro.

Notícias mais Populares

Vistas
Recomendadas
Compartilhadas

Seja um Associado »

Nossos Produtos

Cliente Espião Saiba qual a percepção os clientes têm da sua loja
Score Saiba qual a probabilidade do consumidor tornar-se inadimplente nos próximos 3 ou 12 meses.
Garantia de Cheques A análise de crédito mais completa do mercado para você vender com segurança

... Carregando...