Evolução contínua

Eventos CDL/BH

O ofício de comerciante é um dos mais tradicionais do mundo. A história do surgimento do comércio se difunde com o início das civilizações ainda na antiguidade. Na época, a maior parte das pessoas vivia da agricultura, da pesca e da pecuária, e normalmente cultivavam ou geravam apenas um único produto. Para adquirir outras mercadorias, começou então o sistema de trocas, o pontapé inicial para o início da atividade comercial.

Com o passar do tempo, as trocas de produtos passaram a ficar cada vez mais complexas, pois o número de pessoas e de mercadorias envolvidas nesses processos aumentou de forma considerável. Era necessário pensar novas formas de comercialização. Assim surgiu a primeira moeda, o sal. Depois disso, o comércio inicia seu desenvolvimento. Mas, para isso o setor precisou passar por um longo período de evolução até chegarmos ao modelo dos dias atuais.

A trajetória dos setores de comércio e serviços sempre foi marcada por constantes evoluções. Os empresários tiveram que enfrentar os desafios de diferentes planos econômicos e regimes políticos. E até hoje, o comerciante precisa romper com as barreiras impostas pela elevada e sufocante carga tributária. Além disso, existe a constante necessidade de se manter atento às novidades do mercado e às mudanças no perfil do consumidor.

Nessa busca pela evolução contínua o comércio consolida-se, a cada novo dia, como um setor forte, gerador de emprego e de renda para milhares de pessoas. Prova disto é que juntos, os setores de comércio e serviços, são responsáveis por mais de 70% do Produto Interno Bruto (PIB) de Belo Horizonte. Isso significa que existem mais de 67 mil empresas dos segmentos na capital, que empregam mais de 1,1 milhão de pessoas. Em Minas Gerais, o número de trabalhadores ultrapassa os 3,5 milhões. E conforme dados do Ministério do Trabalho, em âmbito nacional, os setores respondem por mais de 36 milhões de postos de trabalho.

Ciente da vocação natural da cidade para os setores de comércio e serviços, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizontes (CDL/BH), realiza neste ano a segunda edição da “Medalha 16 de Julho”. O objetivo da homenagem que marca as comemorações do Dia do Comerciante, celebrado no dia 16 de julho, é valorizar empresários das nove regionais da capital por sua perseverança, inovação ou liderança.

A escolha dos 27 homenageados é feita pelos próprios comerciantes, processo que leva ainda mais legitimidade à comenda. Afinal nada mais justo do que essa valorização partir dos próprios empresários, cidadãos que vivenciam no dia a dia os desafios e conquistas dos setores. 

Como representante dos setores de comércio e serviços, a CDL/BH conhece bem os desafios enfrentados no dia a dia e a determinação de cada empresário em oferecer sempre o melhor ao seu cliente. Por isso, a entidade se orgulha de marcar de vez o Dia do Comerciante no calendário da capital com a “Medalha 16 de Julho”. Afinal, o compromisso número um dessa casa é com o comerciante, o grande gerador de riquezas da capital. 
 

Bruno Falci
Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH)

Notícias Recentes

Varejo Inteligente
21/09/2018 -
Leia as principais notícias desta sexta-feira, 21 de setembro.
O número de belo-horizontinos com dívidas atrasadas aumentou 0,66%
20/09/2018 -
Leia as principais notícias desta quinta-feira, 20 de setembro.
Inscrições prorrogadas para a 7ª edição do Prêmio CDL-BH de Jornalismo
19/09/2018 -
Leia as principais notícias desta quarta-feira, 19 de setembro.

Notícias mais Populares

Vistas
Recomendadas
Compartilhadas

Seja um Associado »

Nossos Produtos

Garantia de Cheques A análise de crédito mais completa do mercado para você vender com segurança
Assistência ao Consumidor Assessoria gratuita nas relações entre consumidor e lojista
Registro de Inadimplência Uma rede formada por mais de 1 milhão de empresas em todo o país recuperando o crédito para você

... Carregando...