Belo Horizonte: capital da folia


O Carnaval de Belo Horizonte cresceu de forma expressiva nos últimos anos e a cada nova edição conquista mais foliões. A festa realizada na cidade já entrou, definitivamente, para a lista dos melhores carnavais do País. No ano passado, uma pesquisa feita com usuários do Google, mostrou que Belo Horizonte tem o segundo melhor Carnaval do Brasil, perdendo apenas para Salvador e à frente de São Paulo e Rio de Janeiro. 

Com a consolidação da festa e com a expectativa de receber 4,6 milhões de pessoas, segundo a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), o comércio varejista deve aproveitar a movimentação durante o Carnaval para incrementar vendas. De acordo com uma pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), sete em cada dez empresários (66,1%) esperam vender mais que em 2018.

Além do crescimento da festa na cidade, que atrai um volume cada vez maior de foliões, outro fator responsável pelo otimismo é que os belo-horizontinos que, normalmente deixavam a capital, estão ficando na cidade. Com isso, os recursos que seriam utilizados em outros locais continuam em Belo Horizonte. Neste ano, a estimativa da PBH é de um crescimento de 20% no público, em comparação com 2018. Com esse aumento, espera-se que R$ 600 milhões sejam injetados na economia.

Com 515 blocos de rua, oito palcos espalhados pela capital e desfiles de escolas de samba, a expectativa é que a movimentação carnavalesca renda bons frutos durante o ano todo. De acordo também com o levantamento da CDL/BH, 76,8% dos empresários da capital acredita que eventos como o Carnaval atraem turistas para a cidade durante todo o ano, o que contribui para o aquecimento da economia na cidade.

Além do comércio varejista, diversos segmentos devem ser beneficiados com a realização do Carnaval 2019. Entre eles o de serviços. A folia é uma excelente oportunidade para os bares, restaurantes, lojas de adereços e fantasias aumentarem suas receitas. Segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes espera-se um faturamento 10% maior do que em 2018.

Outro segmento que também está aquecido é o setor hoteleiro, que está prevendo um crescimento de 20% em relação ao ano anterior, com taxa de ocupação média de 75%, segundo o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Belo Horizonte e Região Metropolitana. Além disso, mais de cem hotéis do Hipercentro de Belo Horizonte já estão com 100% de ocupação para o Carnaval. Essa expectativa de ocupação da rede hoteleira reflete como o turismo é importante para a arrecadação de Belo Horizonte no período.

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), que é uma Entidade parceira da cidade, apoia a realização do Carnaval de rua, pois a folia tem gerado impactos positivos para os setores de comércio e serviços. E com isso, toda a cadeia produtiva sente os reflexos da consolidação e visibilidade da folia. Nossa expectativa é que a cada ano a festa possa crescer, melhorando ainda mais sua estrutura e com isso todos os setores da economia possam ser beneficiados.

Notícias Recentes

Inadimplência em Belo Horizonte é destaque entre os assuntos desta quarta-feira
26/06/2019 -
Leia as principais notícias desta quarta-feira, 26 de junho.

Seja um Associado »

Nossos Produtos

Registro de Inadimplência Uma rede formada por mais de 1 milhão de empresas em todo o país recuperando o crédito para você
Cliente Espião Saiba qual a percepção os clientes têm da sua loja
Garantia de Cheques A análise de crédito mais completa do mercado para você vender com segurança

... Carregando...