CDL/BH questiona por que a PBH não abriu os leitos prometidos

CDL na Mídia

A prefeitura afirmou que o processo de reabertura do comércio seria determinado por três fatores: a ocupação de leitos de UTI, a ocupação de leitos de enfermaria e o número de transmissão por infectado. De acordo com o boletim divulgado pela prefeitura nesta sexta-feira, 26 de junho, apenas o índice de ocupação de leitos de UTI está no vermelho. Os outros dois estão no nível amarelo.

No dia 29 de maio, a prefeitura anunciou que poderia criar imediatamente mais 509 leitos de UTI. Que poderia passar de 220 para 729 leitos de UTI exclusivos para a Covid. Disse mais: que poderia passar de 647 para 1.752 os leitos de enfermaria. Fica a pergunta: por que, em vez de novamente sacrificar o comércio, em vez de provocar mais uma quebradeira de empresas e a perda de milhares de empregos, a prefeitura não abre estes leitos?

Notícias Recentes

CDL/BH e SPC Brasil recebem diretora de marketing da Magento para falar sobre o e-commerce
21/10/2020 - Apoio ao Comércio
Núbia Costa participa de mais um encontro da série de lives para falar sobre o crescimento do varejo digital
CDL/BH cria nova parceria que fornece antivírus para proteger as empresas de ataques cibernéticos
20/10/2020 - Apoio ao Comércio
A CDL/BH, em parceria com a Norton, disponibiliza para seus associados, as melhores soluções contra vírus e malware.

Notícias mais Populares

Seja um Associado »

Nossos Produtos

Garantia de Cheques A análise de crédito mais completa do mercado para você vender com segurança
Registro de Inadimplência Uma rede formada por mais de 1 milhão de empresas em todo o país recuperando o crédito para você
Score de Recuperação Saiba qual a probabilidade de seus clientes inadimplentes pagarem a dívida

... Carregando...