Imprensa -

CDL/BH consegue linhas de crédito especiais para atender empresários prejudicados com as chuvas

Sugestão de Pauta

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) fez um grande movimento em prol dos empresários atingidos pelas chuvas, mobilizou parceiros e cobrou ações dos órgãos públicos.

Um dos resultados foram as linhas de crédito especiais conseguidas junto ao Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), Caixa Econômica Federal (CEF) e Banco do Brasil (BB). “Essas diversas linhas de crédito irão atender empreendedores e comerciantes de todas as regiões de Minas Gerais”, disse o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva.

Para as micro e pequenas empresas de cidades em situação de emergências/calamidade, o BDMG oferta taxas de juros a partir de 0,83% ao mês com pagamento em até 48 parcelas fixas e carência de até seis meses.

O Banco do Brasil disponibilizou linha de crédito para repactuar as operações de capital de giro de clientes pessoas jurídicas afetadas pelas chuvas, exceto linhas do BNDES. As principais condições são: prazo máximo de 60 meses, carência de até 12 meses para o capital, encargos de 1,0% ao mês.

A CEF disponibiliza modalidades de créditos com taxas a partir de 0,83% ao mês, além de pausa de 90 dias para os créditos contratados anteriormente. Os empresários contam também com crédito para aquisição de máquinas e equipamentos, com carência de seis meses e taxa de 1,1% ao mês.

Cartilha orienta empresários que sofreram prejuízos com as chuvas

As informações sobre as linhas de crédito diferenciadas estão disponíveis em uma cartilha que a CDL/BH preparou para os empresários. Nela também constam esclarecimentos de isenção ou postergação de impostos, ressarcimento de danos, apoio para reestruturação da empresa, orientação, dicas e apoio prestado pela CDL/BH.

A cartilha está disponível no link https://www.cdlbh.com.br/emailmkt/ebook_final.pdf