Imprensa -

CDL/BH revela que Belo Horizonte é a grande capital onde os bares e restaurantes estão há mais tempo fechados

Sugestão de Pauta

Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Fortaleza, Salvador, Recife, Porto Alegre e Curitiba já estão com o setor de portas abertas

Belo Horizonte completa hoje, dia 20, exatos cinco meses de fechamento do comércio.  A maior quarentena do mundo. Nesse período, milhares de comerciantes da capital viram seus negócios fechar definitivamente. Segundo estatísticas oficiais, mais de 10 mil empresas encerraram seus negócios e cerca de 30 mil trabalhadores já perderam seus empregos. Desde o dia 4 de agosto, as lojas podem funcionar apenas três dias por semana, uma ação que ameniza, mas que não socorre a economia da cidade, que tem nos setores de comércio e serviços, 72% de seu Produto Interno Bruto (PIB).

Situação pior ainda vivem os bares e restaurantes, que amargam cinco meses de mesas vazias. Belo Horizonte é a única grande capital do país, com mais de um milhão de habitantes, que ainda não teve o seu segmento gastronômico reaberto. A capital gaúcha, Porto Alegre, foi a primeira a permitir a retomada das atividades dos bares e restaurantes. No dia 20 de maio, eles reabriram as portas. No dia 23 de junho algumas restrições impediram o funcionamento, que foi retomado no último dia 14. Curitiba (PR) reabriu no dia 19 de junho, Fortaleza (CE), autorizou a abertura no dia 22 de junho. No dia 2 de julho, a cidade do Rio de Janeiro autorizou a reabertura de bares e restaurantes. Logo em seguida, no dia 6 de julho, foi a vez dos paulistanos se reencontrarem com a gastronomia da cidade. A capital federal, Brasília, reabriu no dia 15, seguida por Recife, no dia 20 do mesmo mês. Salvador reiniciou os trabalhos no dia 10 de agosto.

Em Belo Horizonte, a reabertura dos bares e restaurantes, nem mesmo escalonada, está prevista pela Prefeitura. Nesta semana, o prefeito Alexandre Kalil convocou uma reunião na Prefeitura e chamou algumas entidades do setor. O prefeito não deu a menor previsibilidade para a reabertura dos bares e restaurantes. “Estamos falando da capital mundial dos bares que, até o momento, é a única cidade do mundo com bares e restaurantes fechados por tanto tempo. Os indicadores que a Prefeitura tem como referência para a flexibilização nos mostram que a reabertura já é possível”, afirma o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), Marcelo de Souza e Silva.