Imprensa -

Dia Livre de Impostos terá medicamentos, cosméticos, gasolina e gás de cozinha sem o valor dos impostos

Sugestão de Pauta

A redução no preço dos produtos pode chegar a mais de 50%. Na capital mineira, drogarias, lojas de cosméticos, postos de combustível e distribuidora de gás de cozinha são alguns dos estabelecimentos participantes que vão comercializar mercadorias sem o valor dos tributos no dia 2 de junho

Medicamentos, produtos de higiene e cosméticos são alguns dos itens que mais pesam no bolso do consumidor. Esse impacto é provocado pela alta carga de tributos que incide sobre esses produtos. Nos medicamentos, por exemplo, 33,87% do valor praticado correspondem a taxas e impostos.  Já em itens de higiene, como shampoo, equivalem a 44,2%. No caso de cosméticos, os tributos representam 55,27%. Ao adquirir um simples desodorante ou condicionador, o consumidor paga, no preço final, 37,37% só de impostos.

Os dados acima, registrados pelo Impostômetro, são alguns dos motivos que levam o trabalhador brasileiro a dedicar 149 dias de seu ano apenas para pagar impostos. Tamanha carga tributária fez com que, somente até o dia 3 de maio deste ano, o país arrecadasse R$ 1 trilhão em impostos. “Os altos impostos, junto com a inflação, corroem o poder de compra do brasileiro. Caso não tivéssemos taxas tão altas ou, pelo menos, houvesse retorno em serviços públicos de qualidade como saúde e educação, a economia brasileira estaria muito mais avançada”, afirma o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), Marcelo de Souza e Silva.

A entidade, por meio da CDL Jovem, é a precursora do Dia Livre de Impostos (DLI), lançado na capital mineira em 2003 e que hoje é uma ação nacional. Neste ano, a 16ª. Edição será realizada no dia 2 de junho e terá medicamentos, produtos de higiene pessoal e cosméticos vendidos sem a incidência de impostos.

Todas as 31 lojas da Droga Clara em Belo Horizonte irão participar do DLI. A rede adere ao movimento desde a primeira edição e, neste ano, irá ofertar produtos com redução de até 30% no valor final. “Nosso objetivo é deixar claro o impacto da tributação no bolso do brasileiro. Neste ano, iremos comercializar desde medicamentos a dermocosméticos sem a incidência dos impostos”, declara o presidente da rede, Warley Oliveira.

A Drogaria Araujo também irá participar do DLI. A rede farmacêutica irá comercializar medicamentos, cosméticos, produtos de higiene pessoal e diversos outros itens sem o valor dos tributos, que representam 35%  do valor praticado. Ao todo, serão 290 lojas em Belo Horizonte, Região Metropolitana e interior de Minas Gerais.

Segundo o presidente da Drogaria Araujo, Modesto Araujo Neto, a empresa apoia o movimento, que questiona não só as altas cargas tributárias do Brasil, mas também, o uso do valor arrecadado com esses impostos. “Com essa ação queremos aumentar o poder de compra das pessoas, evidenciando, com a retirada das taxas, a alta carga tributária que impacta diretamente na quantidade de produtos que vai na cestinha do consumidor”, explica.

A ação é válida para todas as lojas, aplicativo, site Araujo e também via Drogatel, pelo 3270-5000. Além da entrega em todo o Brasil nas compras pelo site e aplicativo, o cliente poderá optar pelo Clique Retire – que permite a retirada do produto na loja mais perto, sem passar pelo caixa, sem filas e sem frete.

“Comerciantes de toda a capital estão se mobilizando para o DLI. Todos estão empenhados em chamar a atenção do poder público para a urgência da reforma tributária. Vivemos dois longos anos de restrições e prejuízos em função da pandemia do Coronavírus. O consumidor também amargou queda na renda e desemprego. É preciso que essa situação seja revista, pois só assim conseguiremos ter uma retomada econômica mais segura e sustentável”, diz o presidente da CDL/BH.

Gás de cozinha e gasolina sem a incidência de impostos

O Posto Pica-Pau, localizado na Avenida do Contorno, 10.325 – Barro Preto, vai comercializar gasolina comum sem o valor dos impostos incidentes, limitados a 50 motos e 145 carros. O valor do litro representa o preço da gasolina comum sem a incidência de três tributos (CIDE, ICMS e PIS/COFINS), que correspondem a cerca de 36% de taxas que compõem o preço final do produto. O objetivo é contemplar o maior número possível de consumidores. O pagamento será feito obrigatoriamente em dinheiro e o abastecimento será por ordem de chegada e com a distribuição de senhas.

É importante frisar que o abastecimento será feito diretamente no tanque do veículo, ou seja, não é permitido o abastecimento em galões, vasilhames ou quaisquer recipientes, mesmo sendo os galões autorizados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A distribuidora Amigão Gás, localizada na Rua Estrada do Cercadinho – 1.315, bairro  Jardim América, irá vender o botijão de gás sem o valor dos impostos incidentes. Serão comercializadas 200 unidades, limitada a uma por pessoa. A compra será por ordem de chegada e com distribuição de senhas. “O gás de cozinha tem sido um dos vilões do orçamento das famílias. Os aumentos recentes e a inflação estão pesando no bolso do consumidor. O DLI vai ajudar a esclarecer como o preço final é estabelecido e o quanto os impostos embutidos nesse produto impactam o poder de compra”, afirma Thiago Gomes, sócio da distribuidora.