Imprensa -

Governo suspende liminar que limita estratégias da PMMG durante Copa

Sugestão de Pauta
O varejo da capital mineira comemora a suspensão da liminar que limitava a ação da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) durante os protestos contra a realização da Copa do Mundo

 

A decisão que engessava a atuação da PMMG gerou receio no comércio sobre a possibilidade de novos atos de vandalismos nos próximos jogos do Mundial. Ontem, 25 de junho, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), juntamente com outras 15 entidades, enviou ofício ao Governo do Estado solicitando a suspensão da liminar. “As manifestações continuam sendo legítimas e dignas de aplauso e solidariedade, mas as depredações e atos de vandalismo não podem mais ser aceitos”, afirmou o presidente da CDL/BH, Bruno Falci. “Por isso, é fundamental que a PMMG continue a exercer seu papel de forma eficaz, garantindo a segurança da população, dos patrimônios públicos e privados e também o direito legítimo dos manifestantes de protestar, no entanto sem depredar”, finalizou.