Imprensa -

Modernos Eternos resgata memória do comércio da cidade

Sugestão de Pauta

Em parceria com a CDL/BH, mostra vai apresentar dois talks sobre o Ponto Cultural CDL, equipamento do Circuito Liberdade que preserva a história do setor na capital

A mostra Modernos Eternos 2022 irá receber dois talks promovidos pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH). A proposta das rodas de conversa é resgatar a memória econômica, social e cultural que envolve o setor de comércio e serviços da cidade. 

O primeiro talk será na quinta-feira, dia 30, às 17h30, e contará com a presença do presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva, e do proprietário da Casa Salles, Guilherme Salles. Durante a conversa, serão abordados temas como a história de uma das lojas mais antigas da cidade e sua contribuição para o desenvolvimento do comércio e também a importância e o funcionamento do Ponto Cultural CDL. 

No dia 7 de julho, às 18 horas, os historiadores Heloísa Vidigal, Carlos José de Almeida, Osias Neves e a arquiteta Isabela Vecci irão contar os bastidores da criação do Ponto Cultural CDL, espaço surgido após a produção do livro “BH – 120 anos”, que traça a trajetória da evolução de Belo Horizonte em torno do comércio.

Belo Horizonte é a grande inspiração para a Modernos Eternos 2022. Nesta edição, a mostra será realizada no coração do hipercentro da capital mineira: no prédio do P7 Criativo, em plena Praça Sete. Primeiro arranha-céu modernista projetado por Oscar Niemeyer, o espaço foi completamente restaurado e vai abrigar o melhor da decoração contemporânea, além de atividades de arte, moda, história, gastronomia e entretenimento.

Um andar inteiro do prédio será dedicado à cultura de BH com a exposição “… na Cidade!”, que vai se debruçar sobre as histórias e lembranças dos belo-horizontinos para evocar um estado de memória afetiva nos visitantes da Modernos Eternos. Com curadoria de Fabiano Lopes de Paula, João Caixeta e Ângelo Pignataro, a pesquisa segue por três eixos principais que se misturam, se combinam e se confundem: A Cidade; Os Personagens; e As Artes, a Moda, o Design e a Comunicação.

A cultura de Belo Horizonte em exposição

“O início da conversa com o visitante é uma grande linha do tempo do comércio de BH, produzida pelo Ponto Cultural CDL. Entendemos esse aspecto como determinante e, ao mesmo tempo, muito influenciado nas dinâmicas sociais da cidade. Então, essa retrospectiva, que começa desde a fundação da capital, é essencial para entendermos as dinâmicas da cidade”, aponta o curador da mostra, João Caixeta.

Colecionismo de pintura portuguesa

No sábado, dia 2, às 17 horas, a analista de cultura da CDL/BH e doutora em História da Arte pela Universidade Nova de Lisboa, Raquel Aguilar de Araújo, participa do talk ‘Coleção e preservação de obras de arte’ com o tema ‘Colecionismo de pintura portuguesa e o mercado de arte na Primeira República brasileira’. O bate-papo vai falar como o rico, dinâmico e consistente colecionismo de arte portuguesa naturalista durante a Primeira República Brasileira revelou um mercado ativo e muito interessado no comércio de obras de arte. Será mostrado como o rentável mercado nacional atraiu, por 119 vezes, os pintores portugueses de maior sucesso no início do século XX.

MODERNOS ETERNOS 2022

De 21 de junho a 7 de julho

Horários: Terça a sexta, de 15 às 22 horas; Sábado, de 13 às 22 horas e Domingo, de 13 às 19 horas

Edifício P7 Criativo: Rua Rio de Janeiro, 471 – Centro (Praça Sete)

Ingressos: modernoseternosbh.byinti.com/

Informações: modernoseternosbh.com/edicao-2022/ e (31) 97244-2727

SEO MUNIZ
Link112