Imprensa -

Qualificando jovens e adolescentes para o mercado de trabalho

Sugestão de Pauta

Somente no primeiro semestre de 2013, o Programa Educação e Trabalho (PET), desenvolvido pela Fundação CDL Pró-Criança, braço social da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), qualificou 1.217 jovens e adolescentes e encaminhou 532 para o primeiro emprego. “O objetivo do PET é oferecer ao mercado de trabalho jovens profissionais preparados”, explicou o presidente da Fundação CDL Pró-Criança, Vilson Mayrink. “A primeira experiência no mercado de trabalho pode ser determinante para o futuro de um profissional”, completou.

A jovem Ingrid Glicério, 21 anos, também compartilha dessa mesma opinião, pois em 2009, ingressou no mercado através do PET. Por 18 meses, ela trabalhou como menor aprendiz em uma escola de idiomas em Belo Horizonte. Ao término do contrato, no final de 2010, ela foi contratada como recepcionista. “Construí uma base profissional sólida”, afirmou. “No PET, recebi diversos treinamentos sobre atendimento ao público, como se portar pessoalmente e, principalmente, a importância do saber ouvir. O que foi muito importante, pois são tarefas que tenho que desempenhar diariamente”, completou. E recentemente a jovem foi promovida a supervisora de atendimento. “Devo essa conquista ao PET”, comemorou Ingrid.

 

Sara Carolina, também foi menor aprendiz do PET. Quando entrou no programa, tinha apenas 16 anos. “O PET despertou-me para as inúmeras possibilidades de atuação no mercado de trabalho”, afimou. Ainda quando era aprendiz, Sara foi aprovada no vestibular para o curso de direito. Atualmente no 4º período, a jovem já faz estágio na área. “O PET veio para mim na hora certa”, afirmou Sara.