Indicadores e Pesquisas -

Janeiro


Na base de comparação mensal (Jan.17/Dez.16) houve um crescimento de 0,19% no número de pessoas inadimplentes em Belo Horizonte.


 


Em Janeiro de 2017 houve crescimento de 2,88% do número de pessoas físicas inadimplentes, na comparação com Janeiro de 2016. Este crescimento é resultante do efeito da combinação de inflação alta (IPCA acumulado do ano Jan.16 até Dez.16 6,29%), juros elevados (Jan.16 14,25% e Jan.17 13,00%), queda na renda real (3º tri.16/ 3º tri.15 queda de -5,8%) e aumento (3º tri.16 14,4%/ 3º tri.15 9,7%) na taxa de desemprego.


 


Este crescimento demonstra o efeito negativo da taxa de desemprego sobre a inadimplência aliado ao aumento da inflação e queda na renda. Por esta razão, o planejamento financeiro constitui uma importante ferramenta para o controle dos gastos, auxiliando as unidades familiares a manterem suas contas em dia a fim de evitar situações de endividamento e de registros em órgãos de proteção ao crédito.


 


 


Confira mais detalhes no indicador completo, bem como outros indicadores de inadimplência em BH e em Minas Gerais: