Notícias -

Manter o foco num determinado produto ou serviço ou diversificar o portfólio? Especialistas dão as dicas

Apoio ao Comércio

Você junta suas economias e monta a empresa dos seus sonhos: uma loja virtual de sapatos. A comodidade conquista milhares de clientes e você percebe que eles comprariam muitos outros produtos pela internet, se tivessem essa possibilidade. Você se vê, então, diante de uma dúvida: seria uma boa ideia complementar as vendas na loja virtual com roupas e acessórios?


 


Muitos empreendedores passam por dilemas como este: manter o foco num determinado produto ou serviço ou diversificar o portfólio?


 


A decisão não é mesmo das mais fáceis porque ambas as soluções podem ser interessantes para a empresa. Uma companhia que mantém o foco num só produto ou segmento pode investir mais no seu aperfeiçoamento e, assim, ter mais condições de consolidá-lo no mercado.


 


Com o tempo, no entanto, a vontade de ir além naturalmente vai aparecer. À medida que o negócio cresce, é natural que o empreendedor perceba novas oportunidades de negócios ou serviços, diz a BCME Consulting, consultoria especializada em planejamento estratégico para pequenas e médias empresas. Para quem atua em segmentos que dependem da sazonalidade, a diversificação é mais do que uma saída, é uma necessidade. 


 


O ideal, porém, é não optar por segmentos de atuação muito diferentes, porque isso resultaria em aumento de custos. 


 


Diversificar o portfólio atuando num segmento completamente diferente seria complicado, pois não existe ganho de escala e a chance de perda do foco do empreendedor é grande, adverte a BCME.


 


A Praxis Business, cita ainda outro problema enfrentando por quem tenta diversificar demais o negócio: a falta de planejamento financeiro. Isso pode fazer com que o empresário não perceba se o novo produto ou serviço, de fato, tem dado bons resultados.


 


É comum o empresário lançar um novo serviço e ver que o faturamento da empresa cresceu. Mas ele não percebe que o novo serviço pode estar dando prejuízo, que está sendo pago pelos serviços que ele já oferecia.


 


A saída, nesse caso, é analisar exatamente o custo e o retorno que cada tipo de produto ou serviço está dando para a empresa.


 


Em casos excepcionais, mesmo um serviço que dá prejuízo pode ser interessante. 


 


Para a BCME, o mais importante, em todos os casos, é saber o momento certo para investir em novidades: “O melhor momento de diversificar acontece quando o principal produto da empresa está se consolidando no mercado. O ideal é ter um portfólio que não permita que um produto ou serviço represente mais do que 30% do faturamento total da companhia”.


 


Estratégia dá direção, foco e agilidade a sua empresa. Com essa solução, você irá analisar o ambiente empresarial, identificar pontos fortes, fracos, oportunidades e ameaças para a elaboração de um plano de ação estratégica e de implementação imediata.


 


(Fonte: GS&MD Gouvêa de Souza)