Notícias -

Camelôs, moradores de rua e flanelinhas se apropriam das ruas de BH

Apoio ao Comércio

O uso e ocupação irregular dos espaços públicos em Belo Horizonte foi tema de palestra na sede da CDL/BH, nesta quinta-feira, 19 de abril. O vereador pelo Partido Novo, Mateus Simões, esteve presente durante a reunião quinzenal promovida pela CDL Jovem para abordar o tema.  


 


Segundo o vereador, logo após assumir o mandato, em janeiro deste ano, iniciou uma discussão sobre a ocupação desordenada das ruas de BH por moradores de rua, camelôs e flanelinhas. Ele convidou entidades de classe, inclusive a CDL/BH, para entender melhor sobre os problemas causados por esses grupos e debater soluções para os temas.


 


“Não compreendo quem defenda flanelinhas, camelôs e moradores de rua e a forma como usam o espaço público, que é de todos. É como se fosse uma privatização do espaço público para apenas uma pessoa usar”, diz. Para o vereador, não podemos admitir o retorno dos camelôs às ruas da Capital, pois além de não pagam impostos e venderem artigos de qualidade duvidosa, contribuem para uma piora nas condições do comércio formal e deterioração do emprego.


 


Para ele, não podemos assumir o problema, que é do prefeito, e nosso dever é cobrar soluções por parte dele. Simões convocou uma audiência pública na Câmara de Vereadores para tratar sobre o tema no dia 10 de maio, às 18h30, e convida a todos para participarem.