Notícias -

CDL Jovem promove a palestra ‘Como gerenciar e enfrentar desafios’

Apoio ao Comércio

“Como gerenciar e enfrentar desafios” foi tema de palestra ministrada na reunião quinzenal da CDL Jovem, realizada nesta quarta-feira, 28, no Espaço Meet Lourdes. O tema foi abordado pelo consultor e diretor técnico do Instituto Áquila, Raimundo Godoy, e pelo presidente da CDL/BH e proprietário da Casa Falci, Bruno Falci.
 
Godoy dissertou sobre o tema sob a ótica da importância de uma boa gestão orçamentária nas organizações. Para ele, as empresas devem ter controle minucioso de seus custos, reduzindo gastos desnecessários e ampliando os investimentos em produtos ou serviços responsáveis pelos seus melhores resultados. Para ele, qualquer gasto reflete no resultado do caixa no final do mês.
 
O consultor destacou ainda que para vencer os desafios impostos no dia-a-dia, principalmente em tempos de estagnação econômica, como vivenciamos hoje, todo empresário deve se fazer algumas perguntas, como por exemplo:
– O que tenho que mudar na empresa para o futuro?
– Como gerir meu orçamento da melhor forma?
– Que indicadores são fundamentais medir para saber se a empresa está no caminho certo?
– Como posso melhorar meu produto?
– Eu consigo inovar no negócio ou copiar e melhorar as inovações desenvolvidas pelos concorrentes?
 
Perseverança – Segundo Bruno Falci, que está à frente da centenária Casa Falci desde 1993, a história da empresa se confunde com a história de Belo Horizonte. Ela esteve presente na construção dos mais significativos marcos da capital e de Minas Gerais, como o Pirulito da Praça Sete, o prédio da Rede Ferroviária Federal na Praça da Estação, o Conjunto Arquitetônico da Pampulha e até o Grande Hotel de Araxá.
 
Durante sua trajetória, a Casa Falci passou por crises econômicas, diversos presidentes, mudanças de moedas e até mesmo duas grandes Guerras Mundiais. Falci acredita que a fórmula para se manter no mercado ao longo desses 108 anos e vencer os desafios é saber inovar e se reinventar. “Enxergamos as crises e dificuldades como oportunidades para sairmos da zona de conforto e mudarmos nosso direcionamento para o caminho da criatividade e inovação. Sempre focados em contribuir não só para o próprio negócio, mas para o desenvolvimento social e econômico da cidade”, afirmou.