Em que posso ajudar?

WhatsApp
Notícias -

Cenário político atual

Apoio ao Comércio

As perspectivas para as eleições 2014, em que escolheremos novo presidente da República, governador de Minas Gerais, senadores e deputados federais e estaduais, foram tema de palestra proferida pelo cientista político e professor Malco Camargos na última quinta-feira, 14 de agosto, na sede da CDL/BH. Ele fez uma análise sobre o cenário político atual durante a reunião semanal do Conselho Consultivo da Entidade para os empresários e convidados presentes.


 


Segundo Camargos, o cenário político nacional viveu uma reviravolta em 2013. No primeiro semestre do ano passado, o governo da presidente Dilma Roussef conquistou seu maior índice de aprovação, graças a melhoria da condição de vida dos brasileiros. Entretanto, em junho de 2014, as manifestações, que surgiram sobretudo devido a baixa avaliação dos serviços públicos como saúde, educação e segurança, fizeram esse índice despencar. 


 


Este ano, o sentimento dos brasileiros por mudança é médio, de acordo com Camargos. A maioria da população não está satisfeita com os rumos que o país está levando, mas tem receio de que um novo governo leve o país a pior.


 


E com a morte do candidato Eduardo Campos, a disputa presidencial ficou ainda mais indefinida. Agora, o PSB tem três alternativas: a primeira delas e a mais improvável, segundo Malco, é a desistência do pleito; o lançamento da vice, Marina Silva, como candidata à presidência é o mais provável, no entanto deve sofrer muita resistência na cúpula do PSB devido às divergências partidárias; a terceira alternativa é a candidatura de uma das lideranças do PSB e a mais cotada para o pleito é Luiza Erundina.


 


 


Minas


 


No cenário estadual, pesquisas não apontam anseio de mudança nos mineiros. O atual governo é bem avaliado, no entanto o candidato Pimenta da Veiga não é conhecido de grande parte do eleitorado. Por outro lado, Pimenta conta com seus padrinhos Anastasia e Aécio para reverter as últimas pesquisas que indicam a eleição de Pimentel.


 


No legislativo, Marco afirma que “política não é lugar para novatos”. O índice de reeleição no Estado é muito alto, enquanto que as chances de eleição de novos candidatos ao pleito são mínimas.


 


Camargos finaliza dizendo que ainda há muito a acontecer nessas eleições, nada está definido, ainda mais que as propagandas eleitorais e o horário político de rádio e TV ainda não se iniciaram.  


 


 


Débora de Oliveira e Dálcia de Oliveira


Comunicação e Marketing da CDL/BH

Publicações similares

Apoio ao Comércio
19 de outubro de 2023
CONFIRA QUAIS SÃO AS INTENÇÕES DE COMPRAS DOS CONSUMIDORES PARA A BLACK FRIDAY 2023

Com o objetivo de sondar as expectativas de vendas para a Black Friday 2023, e te …

Apoio ao Comércio
26 de setembro de 2023
EXPECTATIVA DE MERCADO PARA O DIA DAS CRIANÇAS 2023

Com o objetivo de sondar as expectativas de vendas para o Dia das Crianças 2023, elaboramos …

Apoio ao Comércio
25 de setembro de 2023
CDL/BH APRESENTA PROPOSTAS PARA MINISTÉRIO DA MICRO E PEQUENA EMPRESA

A entidade propôs emendas para dar destaque maior às atividades de Comércio e Serviços nas MPEs …

Apoio ao Comércio
25 de setembro de 2023
PARA COMÉRCIO, REDUÇÃO DA SELIC VAI IMPULSIONAR VENDAS DO SUPER-TRIMESTRE 

CDL/BH acredita que crescimento da economia poderá ser mais robusto com nova taxa  O setor de comércio …