Notícias -

Nova paralisação está prevista para esta sexta-feira, 30 de junho

Apoio ao Comércio


Vários setores e instituições da sociedade informaram que devem participar de paralização nesta sexta-feira, sob justificativa de ser ato contra as Reformas da Trabalhista e da Previdência. Serviços básicos à população, como o transporte público, podem ser impactados. Saiba como você deve proceder na sua empresa:


1.    O comércio funcionará, normalmente, e não há previsão de paralisação.


2.    Até o momento não houve confirmação ou informação oficialmente divulgada sobre paralisação do transporte rodoviário em Belo Horizonte. Mas se o transporte coletivo não estiver atendendo à população, caberá ao empregador procurar meios de buscar e levar seus empregados ao trabalho.


3.    Se o empregado faltar ao trabalho, comprovadamente pelo motivo de não haver transporte coletivo, o empregador não poderá descontar o dia de trabalho e nem o repouso semanal remunerado.


4.    Se houver funcionamento mínimo e o empregado se atrasar, o empregador não poderá aplicar penalidades ao empregado.


5.    A convocação do sindicato para a paralisação não é motivo justo para a falta do empregado ao serviço.


6.    Se o empregador optar por não abrir o comércio no dia da paralisação (sexta-feira), não poderá exigir do empregado a compensação deste dia, por se tratar de sua liberalidade.


7.    Diante da possibilidade de paralisação do serviço bancário, recomenda-se a antecipação de pagamentos que recaírem nessa sexta-feira.