Notícias -

Prefeitura de Belo Horizonte lança conjunto de intervenções para a cidade

Apoio ao Comércio

O Nova BH, um projeto da Prefeitura de Belo Horizonte que propõe intervenções de melhorias em várias áreas da cidade, foi tema da reunião semanal do Conselho Consultivo da CDL/BH desta quinta-feira (7), na sede da Entidade. O projeto foi apresentado pelo Secretário Municipal Adjunto de Planejamento Urbano, Marcelo Faulhaber.


 


O Nova BH é um projeto que vai promover grandes melhorias em quase 25 km² da cidade, nas regiões do corredor Antônio Carlos-Pedro I e do corredor Leste-Oeste, que inclui a Avenida Andradas, Tereza Cristina e a Via Expressa. O objetivo é cuidar para que a cidade cresça de forma sustentável e humana, organizando os espaços de forma que o desenvolvimento econômico caminhe junto com a melhoria da qualidade de vida.


 


O projeto beneficiará 58 bairros, onde atualmente vivem 170 mil pessoas. Segundo Faulhaber, ao invés da cidade crescer pra onde o mercado imobiliário determinar, com o Nova BH, ela se desenvolverá em áreas onde a PBH analisou que seja mais propício, evitando a verticalização indiscriminada e problemas com mobilidade urbana, por exemplo. 


 


O projeto permitirá que a Prefeitura ordene e direcione o crescimento da cidade para regiões próximas aos principais corredores viários, desenvolvendo as áreas com melhor infraestrutura e capacidade de transporte. Ele contempla melhorias em relação à habitação e equipamentos sociais, meio ambiente e mobilidade.


 


O Nova BH será implementado por meio do Operação Urbana Consorciada, um instrumento do Estatuto da Cidade que permite à Prefeitura ordenar e direcionar o crescimento da cidade para áreas específicas. Esse instrumento já foi utilizado em importantes capitais como Barcelona, Buenos Aires, São Paulo e Rio de Janeiro. 


 


O Operação Urbana funciona da seguinte forma: o mercado compra potencial construtivo (direito de construir) e com esses recursos a Prefeitura investe na requalificação urbana e em equipamentos sociais como novas praças, parques, corredores verdes, ciclovias, recuperação de passeios, viadutos, etc..