Notícias -

Cheque especial tem novas regras para facilitar a quitação do débito

Apoio ao Comércio

Já estão valendo as regras novas do cheque especial, é um dos créditos mais caros do Brasil. Os bancos estão oferecendo medidas de socorro específicas para quem se endividou no cheque especial, entre elas, o parcelamento do saldo devedor.


 


A ideia é permitir a transferência da dívida para linhas de crédito com juros menores, para facilitar a quitação do débito. Pelas novas regras, os bancos se obrigam a alertar o correntista assim que ele entrar no cheque especial; oferecer opção de crédito mais barato para quem usar mais de 15% do limite por mais de 30 dias; se o cliente não concordar, o banco precisa fazer novas tentativas a cada 30 dias; o limite do cheque especial tem que ser informado de forma clara e separada no extrato bancário, para que o correntista não confunda com o dinheiro que realmente tem na conta corrente.


 


O PROCON recomenda que o cheque especial seja, sempre, a última saída. "É um valor irreal porque o cheque especial é um dinheiro que não pertence a ele, é um dinheiro que é emprestado pela instituição financeira. É importante que o consumidor conheça essas regras, quais são os juros que serão aplicados para o consumidor nessa nova negociação para que ele possa se planejar, evitando inclusive voltar a utilizar o cheque especial com frequência. E, com certeza, se isso acontecer de novo, os juros que são altos voltarão a incidir sobre o negócio ", explicou Marcelo Barbosa, coordenador do PROCON da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.


 


Fonte: TV Globo (Jornal Nacional) – 09-07-2018