Olho Vivo


O projeto Olho Vivo, implementado em Belo Horizonte pela CDL/BH, em parceria com o governo do Estado de Minas Gerais e a Prefeitura de Belo Horizonte, consiste na presença ocular da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais (PMMG) em pontos estratégicos dos locais de grande incidência criminal na região central de Belo Horizonte, por meio do monitoramento por câmeras de vídeo.

O Olho Vivo foi inaugurado no dia 13 de dezembro de 2004. Foram instaladas 72 câmeras, que monitoram 24 horas por dia as regiões do Hipercentro, Barro Preto e Savassi. A escolha dos pontos de instalação das câmeras foi realizada pela PMMG, que apontou as áreas com maior índice de criminalidade em cada uma das regiões escolhidas. O monitoramento das imagens fornecidas é coordenado pelo Sistema Integrado de Defesa Social (SIDS).

Com o objetivo de diminuir o índice de ocorrência de delitos e aumentar a segurança da população, o Olho Vivo vem da preocupação da CDL/BH em atender as demandas dos associados, já que, em pesquisa realizada com os lojistas, a violência foi apontada como um dos principais problemas vividos pelo comércio na época.

A CDL/BH se orgulha de ser a responsável pela idealização, criação, disponibilização dos recursos financeiros e gerenciamento do Olho Vivo, pois os índices de criminalidade nas regiões onde foi implementado foram reduzidos pela metade, e os consumidores puderam deixar a insegurança de lado para voltar a freqüentar o comércio nesses locais. Além disso, o Olho Vivo foi pioneiro em Minas, servindo de referência para outros projetos similares que vieram depois em várias cidades, inclusive em outros pontos de Belo Horizonte.
 

Notícias Recentes

Empresários de BH organizam caravana para doação de sangue
21/02/2019 - Atuação Social
Objetivo é aumentar os estoques da Fundação Hemominas durante o Carnaval
Funcionamento do comércio durante o Carnaval de 2019
21/02/2019 -
Leia as principais notícias desta quinta-feira, 21 de fevereiro.
Sete em cada dez empresários da capital esperam vender mais neste Carnaval
21/02/2019 - Economia
Os itens mais procurados devem ser as bebidas e produtos alimentícios. O pagamento à vista será o mais utilizado na opinião dos comerciantes. Quase 80% dos lojistas têm interesse em abrir seus estabelecimentos durante o evento

Seja um Associado »

Nossos Produtos

Garantia de Cheques A análise de crédito mais completa do mercado para você vender com segurança
Cliente Espião Saiba qual a percepção os clientes têm da sua loja
Registro de Inadimplência Uma rede formada por mais de 1 milhão de empresas em todo o país recuperando o crédito para você

... Carregando...