Beneficiados com os saques do PIS/Pasep devem aproveitar o dinheiro extra para a quitação de dívidas

CDL na Mídia

Os idosos da capital figuram entre os mais inadimplentes entre os demais consumidores. De acordo com Indicador de inadimplência do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) de novembro, a maioria das dívidas (6,8%) está entre as pessoas com mais de 50 anos. O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), Bruno Falci, explica que nessa faixa de idade encontram-se as pessoas responsáveis financeiramente pelas famílias e aposentados. “Essas pessoas foram impactadas pelo aumento do custo de vida”, comenta. Por isso, o que se espera, é que um dos principais destinos para o dinheiro extra proveniente dos saques dos fundos do PIS/Pasep, seja o pagamento das contas atrasadas. “A liberação deste recurso também irá facilitar e possibilitar que os beneficiados quitem os impostos próprios do início de ano, como IPTU, IPVA”, esclarece o presidente da CDL/BH.

No último sábado (6), entrou em vigor a Medida Provisória 813/2017, que reduziu para 60 anos a idade mínima para saque do PIS/Pasep. E na segunda-feira (8), o Ministério do Planejamento divulgou o calendário de saques dos fundos, que já estão sendo realizados. Cerca de 10,9 milhões de pessoas em todo País serão beneficiadas com a medida, que irá injetar R$ 21,4 bilhões na economia.  Segundo Falci, a liberação do PIS/PASEP é positiva e trará ganhos para os setores do comércio e serviços. “A medida foi acertada e dará um fôlego a mais nas finanças dos idosos neste início de ano, e consequentemente, terá impacto na redução da inadimplência e aumento vendas do varejo”, comenta.  

Entre os consumidores idosos da capital mineira que estão inadimplentes, o principal motivo são as compras no cartão de crédito (66,7%), de acordo com pesquisa Perfil do Inadimplente da CDL/BH. “Os consumidores devem aproveitar está oportunidade e priorizar o pagamento de débitos que possuem juros maiores, como o cartão de crédito e o cheque especial”, comenta o presidente da CDL/BH. Atualmente a taxa média de juros cobrada no cartão de crédito rotativo e no cheque especial, nas operações com pessoas físicas, está acima de 300% ao ano, de acordo com Banco Central.

Para Falci, com menos dívidas e com orçamento familiar mais organizado, o comércio também será beneficiado, pois assim, os idosos irão voltar ao mercado de consumo e, consequentemente, as vendas serão aquecidas.

Calendário dos saques

Ø  A partir de 8/01: saque para mulheres com 62 anos ou mais e homens com 65 anos ou mais;

Ø  22/01: crédito em conta corrente para idosos com idade a partir de 60 anos com conta na Caixa Eco e Banco do Brasil

Ø  A partir de 24/01: saque para idosos com idade a partir de 60 anos;

Ø  Em qualquer data, sem necessidade de seguir calendário: saque para aposentados, idosos com mais de 70 anos e herdeiros de cotistas falecidos.

Fonte: Ministério do Planejamento

Notícias Recentes

Últimos dias para participar da campanha de Natal da CDL/BH que vai distribuir R$ 100 mil em prêmios
18/12/2018 - CDL na Mídia
Consumidor tem até 28 de dezembro para se cadastrar e concorrer a um carro e dez motos

Seja um Associado »

Nossos Produtos

Garantia de Cheques A análise de crédito mais completa do mercado para você vender com segurança
Enriquecimento de Banco de Dados É um tratamento feito na sua base de dados para atualizar as informações e eliminar os registros incorretos ou duplicados.
Certificação Digital Possibilita comprovar a identidade de uma pessoa ou empresa, permitindo assinatura digital de documentos eletrônicos

... Carregando...