Empresários querem atrair mais eventos culturais para Savassi

Apoio ao Comércio

Mais de 40 lojistas se reuniram nesta quinta-feira, dia 7 de julho, para discutir o projeto de lei 403/2013, de autoria do vereador Tarcisio Caixeta (PT), que autoriza a realização de atividades culturais e artísticos nos quatro quarteirões fechados da Praça Diogo Vasconcelos, mais conhecida como Praça da Savassi. Atualmente a legislação municipal permite apenas a realização de eventos no quarteirão fechado da Rua Pernambuco. O encontro foi promovido pelo Conselho Regional CDL Savassi.

Durante a reunião, o vereador Tarcisio Caixeta explicou que a proposta do projeto é apenas a realização de eventos de baixo impacto na região como exposições de artes, fotografia e cinema e apresentações de música, dança e teatro. “A Savassi já é uma referência cultural para a cidade. Nosso objetivo é fomentar ainda mais essa vocação local para atrair mais frequentadores à região”, afirma.

O projeto de lei ainda propõe um horário específico para a realização desses eventos. Nos fins de semana, o período liberado é de 10h às 22h. Já de segunda a sexta-feira, as atividades devem ocorrer em um horário que não provoque transtornos para o trânsito e para o comércio local. Mas para que esse critério seja respeitado, uma comissão entre os empresários e integrantes da Prefeitura de Belo Horizonte deve ser formada para a análise dos pedidos de eventos na região.

O diretor do Conselho Regional CDL Savassi, Alessandro Runcini, acredita que, se aprovada, a lei dará um novo fôlego ao comércio local, pois permitirá que mais pessoas conheçam a região. “Com isso, as vendas do varejo tendem a crescer”, afirma.

O projeto de lei está em tramitação pelo 2º turno. Somente se aprovado, será encaminhado para avaliação do prefeito Marcio Lacerda.

Rede de Comerciantes Protegidos – Outro tema abordado na reunião do Conselho Regional CDL Savassi foi a mudança no termo de adesão dos empresários da região à “Rede de Comerciantes Protegidos”.

Agora para participar do sistema que, utiliza o aplicativo WhatsApp para troca de informações sobre segurança, o comerciante tem que informar seu  RG, endereço e telefone da loja. O preenchimento da ficha de adesão só poderá ser feito pessoalmente junto à CDL/BH ou à Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG). E cada loja poderá cadastrar apenas duas pessoas na “Rede de Comerciantes Protegidos”. O Tenente da 4ª Cia da PMMG, Leonardo Campos, explica que essas alterações se fizeram necessárias para a garantia da segurança dos próprios membros do grupo e também para a melhor atuação dos militares. 

O sistema pioneiro na capital, implantado em 22 de outubro em parceria da CDL/BH com a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), conta atualmente com a adesão de 256 empresários da Savassi. Para participar da “Rede de Comerciantes Protegidos”, o empresário deve entrar em contato com a CDL/BH através do telefone: (31) 3249-1642.

Notícias Recentes

Sua empresa pretende optar pelo simples nacional? Fique atento ao prazo de solicitação
21/01/2021 - Legislação e Justiça
Para as empresas já em atividade, a solicitação de opção pelo Simples Nacional poderá ser feita até 29/01/2021, retroagindo seus efeitos a 01/01/2021.
CDL/BH se reúne com Sebrae Nacional em Brasília para tentar adiamento do Simples Nacional
20/01/2021 -
Entidades estiveram juntas nesta terça-feira, 19, para buscar atenção do governo federal e também traçar programas de auxílio ao micro e pequeno empreendedor

Seja um Associado »

Nossos Produtos

Score Saiba qual a probabilidade do consumidor tornar-se inadimplente nos próximos 3 ou 12 meses.
Compra de Mailing São listas personalizadas e segmentadas de acordo com perfil desejado para suas campanhas de marketing e outras finalidades
Cliente Espião Saiba qual a percepção os clientes têm da sua loja

... Carregando...